Cansada da vida

Cansei de viver, cansei de tudo, quero mandar todo mundo e todos à MERDA! CHEGA dessa porra! Vida de escravo do kct. Me desculpe pelo desabafo agressivo, mas chega uma na vida que a gente tem que xingar, pois pedir para tudo melhorar é só gastar saliva e otimismo. Eu em geral sou uma pessoa otimista, sério mesmo, mas tem horas que não existe visão positiva o suficiente quando você convive com uma situação difícil, com gente doente na família e você não pode fazer nada.

Eu sou uma pessoa que em geral está sorrindo, sempre disposta a ajudar as pessoas, mesmo que meu barranco lá atrás esteja deslizando, eu passo a impressão de estar tudo bem. E por que isso? É falsidade da minha pessoa? NÃO! É simplesmente consideração por quem está ali ao meu lado, pois ela não é obrigada a ouvir grosserias ou aguentar meu mau humor. Eu respeito isso… seria pedir demais que fizessem isso por mim também. Claro! Continuar lendo

Anúncios

Por que eu adoro gatos?

Os gatos são os bichinhos de estimação que eu mais gosto. Adoro cachorros também, mas o gato me encanta mais, me agrada mais com sua companhia tão aristocrática e blasé que tem. Ele nos trata como se fôssemos seus bichinhos de estimação. Me deixa muito puta todo o preconceito que ainda existe contra estes seres mais guti-guti, fofíssimos, que por serem mal compreendidos são extremamente marginalizados e discriminados. O que dizer daquele cú de comercial da Volkswagen? (cú com acento mermo)

Os gatos devolvem ao dono tudo o que recebem. Se são tratados na pancada, não espere um miadinho compreensivo ou um roçar nas pernas, ele vai ser tão cruel quanto você! Mas se recebem amor, comidinha, colinho, palavras doces, cuidado, ele é o companheiro para todas as horas, inclusive os gatos ariscos que conheci que tiveram tudo isso eram super companheiros. Acho que são bem parecidos com os humanos neste sentido, pois o ser humano devolve o que recebe. Ok, tem muita gente cretina de nascença, mas na maior parte dos casos, o ser humano foi mal tratado e mal cuidado, tornando-se um lorde sith na sociedade. Continuar lendo

Nua, pelada, despida e sem roupa

Estava eu, bela (!) e alegre tomando um café e lendo meu lindo livrinho, quando ouço dois caras na mesa atrás da minha comentando sobre alguém posando nua, não lembro se na Playboy ou na Sexy. Nas frases deles, estava a palavra pelada, várias vezes, intercalada com risinhos. O tom de suas palavras eram sempre carregadas de safadeza, desejo, tesão, dizendo que comeriam aquela bunda fácil-fácil.

Infelizmente, esse papo me desconcentrou e comecei a ouvir os dois. Falaram sobre a vagina na moça, sobre o canal da uretra dela e os pequenos lábios serem saltados pra fora, a depilação da moça (claro que não foram estas as palavras exatas), sobre a curva da bunda, sobre os peitinhos durinhos e bronzeados… Tá certo, as revistas realmente colocam as mulheres em posições sensuais para criar toda uma aura de fantasia, de mostrar o que poucos poderiam ver. Apesar de alguns ensaios realmente serem sensuais, os outros parecem vulgares. Mas por que isso? Continuar lendo

A linda Leila Diniz

Eu invejo Leila Diniz, mas é uma inveja saudável, eu gostaria de fazer tudo o que ela fez. Uma pena que tenha morrido tão jovem, mas o que fez mudou paradigmas e quebrou tabus de maneira que poucas pessoas neste país fizeram. Um escândalo lindo aparecer grávida e de biquíni na praia. Imagina o furor da mídia e da sociedade, afinal, mulher tinha que se manter escondida em casa para não mostrar o ~pecado~.

Esta mulher especial mostrou ao país que quando uma mulher sai do lugar comum, aquele que a sociedade insiste em querer colocá-la, é capaz de ser muito feliz e de se libertar destas correntes horríveis e muitas vezes ridículas a que somos impostas. O que Leila mostrou é que nós podemos fazer o que bem entendermos, sem nos prejudicar ou prejudicar ao outro! E ainda assim ter filhos, ou não se não quiser. Pode viajar e dizer palavrões numa entrevista para chocar todo mundo. Continuar lendo