Por que você deve pensar em deus?

Apenas pare…

Isso, good. Agora olhe de novo para o título e se pergunte por que diabos estou falando de deus, sendo que todo mundo sabe que não acredito nisso. A questão é simples. Mas vamos lá.

Eu fui criada em meio a um sincretismo religioso do cacete. Tive contato com muitas denominações no decorrer da minha parca vida, mas nunca consegui me apegar a nada, nenhuma delas, pelo simples motivo que meu cérebro não se convence de que é possível acreditar em algo tão absurdo e tão inconcreto (existe essa palavra? Foda-se) como deus e todas as suas representações ao longo de todo o ideário religioso. Pessoalmente, admiro muito quem tenha fé, pois mostra uma força impressionante para conseguir acreditar em algo que a meu ver não existe.

Mas mesmo sendo cética até o talo, atéia até os ossos e não suportando nem um pouco a ideia de religião ou fé, nunca, nunca na minha vida, sentei ao lado de alguém e vomitei os pensamentos do tal neoateísmo que existe por aí, se proliferando aos porrilhões pelas redes sociais, cujo acesso deveria ser garantido por um vestibular, pra dizer o mínimo. Eu não posso me dar ao luxo de entuchar minhas ideias e meus conceitos na cabeça de alguém que acredita em deus e foda-se o mundo, ela se sente bem assim. Ótimo, fico feliz com isso.

A questão é que deus e as religiões são mais uma construção social como muitas que temos desde… bem, acho que temos essas construções desde sempre, desde que a civilização se estabeleceu. Já desde a barriga da mamãe, que a família começa com aquele papo: Ai que presente de deus! Ai que dádiva divina, ai que isso, que aquilo, ai meu caralho e por aí vai. Já desde sempre, desde nossa infância somos formatados para acreditar que existe um deus, mas nunca para pensar se ele existe ou não ou se a pessoa quer ou não acreditar nesse deus.

Então, de novo, voltando lá pro título, por que você deve pensar em deus? Simples. Estude sua religião, leia sobre outras religiões. Leia sobre deus, santos, divindades, significados, leia sobre o que cada religião já fez ao longo da história, pois elas sim tiveram um início, elas não vieram do nada. Sinta se você tem fé suficiente para pensar: “Epa, eu gosto de acreditar em deus, eu me sinto completo com ele” e pronto, beleza amigão, você fez o mínimo que nossa raça deveria fazer, que é pensar. Se mesmo olhando para as religiões você se sente bem com elas, valeu, toca aqui, é isso ae, mano.

Mas acreditar porque é de fábrica, isso pra mim é sim uma puta burrice. Pois você está engolindo uma construção social que pode ser tão danosa para si próprio quanto para os outros. Esse tipo de aceitação pura e simples, sem o menor raciocínio, simplesmente levou a muitas mortes, torturas e atos fundamentalistas que vemos até hoje, sem contar a extorsão em nome de deus e das igrejas, cujas caixinhas estão lotadas de dízimo ao “Senhor”. Pare e pense. Até onde isso é lógico, até onde isso te beneficia? Você está dando o dízimo para auxiliar a matar a fome de uma criança ou para pagar o terno novo do pastor, que já tem trocentos no armário?

Liberte-se de suas amarras!

 

Construções sociais nem sempre são uma maravilha, como muita gente pensa. Cultura do estupro é uma construção social, machismo é uma construção social, gênero é uma construção social e se você não para e pensa sobre estar coisas, como muita gente não faz, damos carta branca para que gays, lésbicas, simpatizantes e mulheres sejam mortos, estuprados, violados e assumidamente envergonhados unicamente por causa de uma porra de uma construção social.

Então, lamento, se você adotou uma religião a seco, sem refletir sobre isso, aceitando apenas porque veio de brinde pela família, você já está errado. Mas se você exercitou seu cérebro para pensar por um momento, vai ver que você sim ter fé, acreditar no que quiser, mas respeitando aos outros. Simples assim.

Anúncios

Um comentário sobre “Por que você deve pensar em deus?

Os comentários estão desativados.