Eu te disse adeus

Enfim, eu te disse adeus. Enfim, eu me desgarrei de você. Você era um mau hábito, você me prendia à uma corrente a qual eu achava que não poderia mais me soltar. Eu não podia ser eu, tinha que ser como você queria que eu fosse, como você queria que eu reagisse aos seus mandos e desmandos. Me libertei da sua ditadura fantasiada de “amor”.

Eu não lhe quero mal. Só quero que você viva e depois perceba a quantidade de merdas que fez. Eu não sou perfeita, sei que não sou, mas era muito difícil lidar com você. Eu realmente cansei com seu último piti, cansei com suas constantes inconstâncias. Você me disse que queria voltar no futuro, quando estivesse “pronto”. Mas adivinha? Você nunca estará pronto. Nunca. Isso não existe, “estar pronto”. Continuar lendo

Anúncios