Meu corpo é meu, mas a sociedade acha que não

Hoje vi umas imagens chocantes do espancamento sofrido pela atriz pornô Christy Mack por seu namorado, o lutador de MMA Jonathan Koppenhaver, conhecido pelo apelido de War Machine. Segundo ela, o lutador a encontrou junto com uma outra pessoa, totalmente vestidos e, sem falar nada, começou a bater em seu amigo para, depois, agredi-la. Christy diz que não sabe quantas vezes foi agredida e conta sobre suas fraturas, incluindo alguns dentes quebrados e fratura na costela. Também conta sobre como ele a esfaqueou em algumas partes do corpo, como as mãos, e que teve seu cabelo cortado. Afirma que War Machine a ameaçou de estupro, antes que conseguisse fugir por um gramado atrás de sua casa, nua, até que conseguisse que um vizinho a levasse para um hospital. Por fim, como o lutador está foragido, ela conta que há um recompensa de 10 mil dólares, segundo a polícia, para quem o encontrar.

O pior de tudo é ver que 1) o cara alega que perdeu a cabeça por causa da “traição” dela; e 2) tem gente que está achando o espancamento justificável. Primeiro de tudo, clique no link e veja o estado em que a atriz ficou. Porque só falar não vai mostrar o sofrimento dessa moça. Então, além de ter apanhado violentamente, de ter sido ameaçada de estupro, de ser esfaqueada, costelas quebradas, 18 dentes quebrados, lesão no fígado, ela ainda está sendo acusada de culpada pela violência. Culpada. CULPADA.

corpo

É, o corpo da mulher só serve de adorno e quando sofre qualquer coisa a culpa automaticamente é dela. O lutador entendeu que Christy é uma posse e que, como posse, ele pode quebrar o que lhe pertence caso isso não o agrade mais. Taí uma das motivações para o crime. A outra motivação é porque ele é um babaca mesmo. Isso é desumanizar a mulher, tirar seu corpo de seu poder para torná-lo um mero objeto, que você pode possuir e quebrar caso não lhe agrade. Mesmo que tenha ocorrido a traição, NADA justifica a brutalidade.

Pela internet, pelos portais de notícia e pelo Facebook vejo gente que defende o lutador! E repete o que o jornalismo misógino repete o tempo todo: que a culpa é da vítima. Pode reparar que qualquer notícia que fale de agressão e até morte contra as companheiras ou ex- tem uma frase que mostra o homem como o coitado que foi enganado. “Matou por amor”, “matou porque perdeu a cabeça”, “matou porque foi traído”. Quem realmente ama quer o BEM DA PESSOA, acima de tudo. Ela não mata. Mas admitir que as mortes de moças e mulheres é feminicídio, ninguém admite. Quando uma sociedade odeia o feminino e quer que ele se dobre aos seus mandos e desmandos vemos mortes e espancamentos de mulheres com frequência.

Se um homem é, fisicamente, mais forte que mulheres comuns, imagine um lutador de MMA? Além disso, a profissão da vítima está pesando muito mais do que a violência que ela sofreu. Se fosse uma freira a agredida e ameaçada de estupro alguém a culparia? E só por que ela é atriz pornô isso justifica o que ela sofreu? É, infelizmente, tem gente que acha que isso justifica sim. E agora o lutador que está sendo procurado pela polícia, disse no Twitter que ele a ama, que pede desculpas, mas que se sente traído. Filhote, FODA-SE. Eu realmente espero que Christy nunca te perdoe e que você vá para a cadeia por isso. Nada justifica agressão. E se uma pessoa tem dificuldades para entender isso, sinceramente, é um doente.

Lutador de MMA pede desculpas pela agressão e atriz nega traição

Anúncios