Emma Watson e o feminismo

Acho que todo mundo soube do discurso da atriz mundialmente conhecida por seu papel de Hermione, em Harry Potter, na ONU. Ela discursou no lançamento da campanha He For She, que convoca os homens a lutar junto das mulheres contra uma sociedade que ainda mata mulheres simplesmente por serem mulheres. Você pode e deve conferir o discurso inteiro neste link aqui.

E como sempre acontece com as feministas, houve uma chiadeira geral da parte de alguns homens, especialmente aqueles que acreditam nos mitos mais hediondos criados ao redor do feminismo. E até uma ameaça falsa de liberar fotos nuas da atriz por conta de seu discurso que pede que os homens se aproximem do feminismo.

Emma Watson

Algumas coisas do discurso dela não me pareceram legais. Porém, acho que convocar os homens a nos ouvir é sim uma boa ideia. Ela, enquanto pessoa pública, mundialmente reconhecida e com apelo entre os jovens, é uma porta-voz excelente para que o feminismo seja esclarecido, que não seja visto com tanto preconceito da parte das pessoas. Dizer “ei, homens, nos escutem, precisamos de vocês para terminar com um sistema que também é ruim pra vocês” é sim uma forma de acabar com a opressão.

No entanto, olhemos um instante para Emma. Ela é branca, é hetero, de família que, se não era milionária, ao menos deu a ela condições de crescer na vida, de estudar e de ter suas próprias experiências e escolhas. O discurso dela, apesar de ter seu propósito, infelizmente, não alcança a todas as mulheres. Como falar com as muçulmanas por exemplo, que vivem sob opressão no Iêmen e no Afeganistão? Como chegar às mulheres na África, que sofrem mutilação genital?

O discurso de Emma é uma parte do feminismo, mas ele não representa tudo pelo o qual o feminismo luta. Acho que ele é importante para fazer os homens se posicionarem. Eles precisam entender que feminismo não os odeia e eles têm que parar de achar que feminismo é sobre eles. Não é. Feminismo é uma luta de mulheres e para que eles possam lutar conosco basta nos ouvir e levar esse ensinamento aos seus grupos. Sempre que um amigo vier com nudes vazadas de alguma mulher, famosa ou não, é um momento para usar o que ouviu e dizer que o que o amigo está fazendo, além de errado, é crime também.

Podemos sim lutar todos juntos, desde que os homens entendam que eles não podem ser protagonistas nem pautar o movimento e que usem esse conhecimento em seus espaços.

Anúncios